Escritores: Jorge Luis Borges, um escritor latino com alma europeia.

Um dia como hoje de 1986, morria o escritor argentino Jorge Luis Borges mas seu nome completo era Jorge Francisco Isidoro Luis Borges. Nasceu em Buenos Aires, em 24 de agosto de 1899 no seio de uma familia de classe média alta com antepassados relacionados às familias tradicionais da Argentina vindas da Europa. Seu interesse pela literatura nasce segundo ele por causa da grande biblioteca que seu pai tinha. Educado na Europa, Borges seria um dos maiores tradutores em língua francesa, alemã e inglesa de literatura fantástica e psicológica como Edgar Allan Poe e H.G. Wells. Uma das suas obras mais famosas entre muitas é El Aleph, que exige do leitor um alto grau de conhecimento erudito. Esta seria uma crítica constante à obra de Borges, que escrevia claramente para um certo tipo de leitor. Contrario ao movimento popular peronista por considerá-lo fascista e contrario à liberdade, Borges ganhou também fama de ser elitista. Por exemplo, seu conto "El otro yo" fala de forma despectiva da língua guarani em quanto enaltece o latim, uma língua morta. Suas posições políticas também fizeram que, apesar de ter sido considerado para o prêmio Nobel durante 30 anos, nunca o ganhasse. Em 1955 Borges é indicado como bibliotecário da Biblioteca Nacional e ao mesmo tempo, descobre que herdou a cegueira progressiva do seu pai. Borges ficará cego mas isso não o impedirá de continuar trabalhando. Em 1986 descobre que sofria de câncer e decide ir morar na Suiza junto a sua segunda esposa, onde morreria aos 86 anos. 



0 comentários:

Postar um comentário